Vacinação contra HPV para homens e mulheres de 15 a 26 anos é prorrogada

A Prefeitura Municipal de Ponta Grossa, através da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), informa à extensão da vacinação contra o Vírus do Papiloma Humano (HPV) até o dia 30 de novembro. As Unidades Básicas de Saúde (UBS) que tem sala de vacina, continuam a imunizar homens e mulheres de 15 a 26 anos até esta data. A medida foi tomada pelo Ministério da Saúde, com isso, os municípios que tiverem vacina continuam a imunizar essas pessoas que não faziam parte do público-alvo.

A princípio a vacinação contra o HPV é voltada para meninos com idades entre 11 a 13 anos e meninas de 9 a 14 anos. Agora homens e mulheres dos 15 aos 26 anos que ainda não se vacinaram, podem procurar a vacina das 9h às 16h30, com intervalo para almoço, das 12h às 13h, nas 24 UBS seguintes: Adam Polan (Palmeirinha), Antônio Russo (São José/Órfãs), Cleon de Macedo (Jardim Paraíso/Uvaranas), Clyceu de Macedo (Santa Terezinha/Contorno), CRUTAC (Zona Rural), Carlos Ribeiro de Macedo (Parque do Café/Chapada), Egon Roskamp (Santa Paula), Antero Machado de Mello (Rio Pitangui), Jayme Gusmann (Vila Estrela), João de Oliveira Bello (Guaragi), José Carlos Araujo (Cará-Cará), Julio de Azevedo (Vila Vilela), Lauro Muller (Santa Maria), Luiz Conrado Mansani (antigo CAS de Uvaranas), Abrahão Federmann (Ana Rita/Uvaranas), Madre Josefa (Vila Princesa/Coronel Cláudio/Uvaranas), Nilton Luis de Castro (Parque Tarobá), Ottoniel Pimentel Santos (Cipa/Oficinas), Parteira Caetana Pierre (Chapada), Roberto de Jesus Portella (Ronda), Antonio Saliba (Parque dos Sabiás/Parque dos Pinheiros), Cyro de Lima (antigo CAS de Oficinas), Romulo Pazinato (Nova Rússia) e Zilda Arns (Parque Nossa Senhora das Graças).

O abastecimento das vacinas é feito através das 3ª Regional de Saúde, sendo assim a imunização acontecerá de acordo com o estoque de cada UBS.
Sobre HPV

HPV é um vírus que atinge a pele e as mucosas, podendo causar verrugas ou lesões percursoras de câncer, como o câncer de colo de útero, garganta ou ânus. É transmitido no contato pele com pele, por isso pode ser considerado uma doença sexualmente transmissível.

Na primeira relação sexual 1 em cada 10 meninas chega a entrar em contato com o vírus. Conforme o tempo passa, 80 a 90% da população já entrou em contato com o vírus alguma vez na vida, mesmo que não tenha desenvolvido lesão.

 

Deixe seu comentário

%d blogueiros gostam disto: