Programa Mais Médicos inicia as últimas substituições de profissionais esta semana

O Ministério da Saúde, juntamente com o Governo de Cuba, estabeleceu o limite de três anos para os profissionais exercerem suas atividades no Programa Mais Médico. Ponta Grossa foi a cidade que proporcionalmente mais recebeu profissionais, totalizando 60. Durante essa semana os últimos 13 médicos intercambistas, da primeira fase do programa, que trabalhavam nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), estão passando pelo processo de substituição, encerrando o convênio no Brasil.

A chegada dos novos profissionais está sendo gradativa e deve se estender por aproximadamente 30 dias, prazo estabelecido pelo programa. “O programa Mais Médicos foi e continuará sendo importante para os municípios brasileiros, pois existia um problema de fixação de profissionais. Com o programa a população não ficará desassistida, tivemos uma melhora significativa para a saúde de Ponta Grossa”, destaca o secretário adjunto da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Robson Xavier.

Todos os profissionais são capacitados em Brasília, pelo Ministério de Saúde, para conhecer o Sistema Único de Saúde (SUS) e o Sistema de Informações. Quando chegam no município conhecem a realidade local, como funciona a rede, quais protocolos que aqui existem. Após os treinamentos eles iniciarão nas UBS.
“Durante o período de substituição as UBS estarão funcionando normalmente, com atendimento de toda a equipe técnica. A SMS organizou um cronograma para que a população não sofra nenhum tipo de prejuízo”, ressalta Robson.

%d blogueiros gostam disto: