Preso homem que matou a mulher com taco de beisebol

Crime aconteceu durante a madrugada no Copacabana Bar (Nova Rússia) vitimando a proprietária

Luís Carlos Pimentel

Policiais de Foz de Iguaçu prenderam na tarde desta quinta-feira, 27, Anderson Barbosa, 39 anos. Ele matou em Ponta Grossa a comerciante Juliana Silveira Nunes, 33, com quem vivia maritalmente há três anos.

O homicídio ocorreu durante madrugada deste dia no interior do Copacabana – Bar e Petiscaria, localizado na Rua Rio de Janeiro, Nova Rússia, do qual a vítima era a proprietária, mas a polícia somente foi informada por volta das 8 horas de que ‘poderia’ ter alguma pessoa ferida no interior do estabelecimento.

No local, a equipe de policiais da Nova Rússia esteve no local e depararam com o bar totalmente fechado. Um deles arrombou uma das janelas e encontrou o corpo e também um taco de beisebol, que foi utilizado para o cometimento do assassinado. Os agentes da PM também localizaram um bilhete escrito pelo autor do crime, em que dá a razão do seu gesto: traição. Também se defende contando que ela o atacara primeiro como taco.

Anderson Barbosa fugiu com o veículo da vítima. O alerta foi dado para os postos policiais da Polícia Rodoviária e demais delegacias. Em Foz do Iguaçu, uma patrulha o interceptou. Ele acabou confessando o crime. Diferentemente do que deixou constando no bilhete, ele não tinha o propósito de se apresentar à autoridade policial, pois declarou que iria se refugiar no Paraguai.

O homicida deve ser recambiado para Ponta Grossa ainda esta semana, onde será interrogado. Outros detalhes sobre o episódio devem ser fornecidos pela 13ª Subdivisão, após a oitiva de parentes e amigos da vítima e também de clientes do Copacabana – Bar e Petiscaria.

%d blogueiros gostam disto: