Pré-candidatas a diretoras fazem curso preparatório para a gestão a escolar

192 professoras são candidatas a dirigir as escolas públicas e CMEIs municipais a partir de 2018 e estão estudando para isso. As eleições serão no dia 08 de dezembro.

No mês de dezembro, em Ponta Grossa, será realizada uma das maiores eleições do município. É a eleição para diretoras das escolas da Rede Municipal de Ensino, incluindo as 84 Escolas Municipais e 59 Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs). Para concorrer, as 192 pré-candidatas estão realizando o curso de Gestão Escolar, oferecido pela Secretaria Municipal de Educação, a fim de se prepararem para a direção.

Após o curso, que se encerra nesta terça-feira (31/10), as concorrentes farão ainda uma prova de conhecimentos sobre a função da direção, no dia 06 de novembro, para estarem finalmente aptas a candidatar-se. As aprovadas poderão inscrever-se para o pleito, que será realizado no dia 08 de dezembro. A posse da candidata vencedora em cada unidade escolar será no dia 22 de dezembro. Funcionários das unidades escolares, professores e responsáveis pelos 32 mil alunos estão aptos a votar. São 105 candidatas nas escolas e outras 87 candidatas nos CMEis – dois são homens.

Conforme a secretária de Educação, Esméria Saveli, o curso orienta sobre as diversas responsabilidades da gestão. “Fazer a gestão pública em escolas ou CMEIs, hoje, implica na aplicação e acompanhamento de políticas educacionais muito complexas, por isso quem deseja ser diretor precisa saber dos desafios do dia a dia”, conta a secretária de Educação, Esméria Saveli.

Conforme Esméria, as diretoras cuidam, além do espaço físico da escola, também da aprendizagem dos alunos, da gestão de recursos financeiros repassados pela Prefeitura e União, além de exigir habilidades e conhecimentos. “Todos precisam conhecer tudo isso antes de se aventurar a ser diretor. Não pode se apenas um desejo, mas é necessário também competência técnica e compromisso político para desempenhar bem a sua função”, aponta a secretária.

Intelectuais

Mas, para além das responsabilidades, há uma missão envolvida, lembra a gestora. “A maior gratificação é poder, com seu trabalho, contribuir para construir uma escola na sua comunidade, desempenhando o papel de um intelectual orgânico, na perspectiva do filósofo italiano Antônio Gramsci. Melhorando assim toda a comunidade, pois o que ocorre dentro da escola deve irradiar para todo o seu entorno, contribuindo para a evolução de toda a sociedade”, ensina.

Deixe seu comentário

%d blogueiros gostam disto: