Ponta Grossa Caramuru tem resultado negativo em partida difícil contra o SESC

Após resultado negativo, equipe ponta-grossense muda o foco para decisão em Maringá

A velocidade que preocupava o técnico Fábio Sampaio, fez a diferença a favor do SESC (RJ) contra o Ponta Grossa Caramuru. Em partida difícil na Arena Multiuso, a equipe do Rio de Janeiro venceu o esquadrão paranaense no jogo da última quarta-feira (8) por 3 sets a 0, com parciais de 25-15, 25-18 e 25-15.

O oposto Caio da Silva foi o maior pontuador do Caramuru com 11 pontos. Os ataques tiveram pontuações semelhantes (33 a 35), mas os erros que cederam pontos fizeram a diferença. Enquanto os cariocas cederam 12 pontos, o alvinegro somou 23 erros no jogo.

O jogo

O início do jogo foi acirrado, com os times disputando jogada a jogada até igualarem em seis pontos. Em uma sequência de saques de Maurício Souza, a equipe carioca abriu margem de cinco pontos. A vantagem se manteve a favor dos visitantes até o fim do primeiro set, finalizado em 15 a 25.

O Ponta Grossa Caramuru retomou o foco para o segundo set e evoluiu na partida. Antony e Caio saíram do banco para liderar a equipe no ataque. Porém, o ímpeto dos donos da casa não foi suficiente para parar o SESC, que venceu por 19 a 25.

No terceiro set, o SESC voltou a impor seu ritmo de jogo, dificultando o trabalho da equipe ponta-grossense. Tendo boa vantagem durante o jogo, os visitantes foram administrando o resultado positivo até o fim do set, fechado também em 15 a 25.

Treinador vê partida contra o SESC como abaixo da média do Ponta Grossa Caramuru

“A equipe cansou, jogamos muito abaixo. Quando sentimos a condição técnica inferior, deixamos a equipe titular descansar pois sábado temos um jogo importante. Não tem muito o que falar, a não ser pedir desculpas para a torcida que nos apoiou muito”

Por outro lado, Fábio vê a partida contra o SESC como um aprendizado importante para o grupo na temporada: “Ao mesmo tempo, lições como essas são boas para a equipe colocar os pés no chão e perceber que ainda falta muito pra chegar entre as grandes equipes. Fizemos bons jogos, mas falta muito pra estar no nível dessas equipes”.

O oposto Caio reforça a importância de mudar o foco da equipe para a partida contra o Maringá, considerada um ‘duelo direto’ para o Caramuru: “Temos que sair de cabeça erguida, ir pra Maringá, esquecer o que aconteceu e fazer um bom jogo pra voltar com uma vitória, pois só isso é que nos interessa”.

O confronto paranaense será disputado no próximo sábado (11) no norte do estado, no Ginásio Chico Neto, às 18h30.

Ficha Técnica

Caramuru 0 x 3 SESC (RJ)

Arena Multiuso – Ponta Grossa (PR)

08/11/2017 | 20h00

Superliga | 5ª rodada

Parciais: 15-25, 19-25, 15-25.

Ponta Grossa Caramuru: Leozão, Índio, Thales, Perón, Leo, Maycon e Bruninho (líbero). Técnico: Fábio Sampaio.

SESC (RJ): Renan, Maurício Borges, Maurício Souza, João Rafael, Tiago Barth, Thiaguinho, Tiago Brendle (líbero).

Deixe seu comentário

%d blogueiros gostam disto: