Pauliki convida Rede Feminina para ser ‘madrinha’ do ICCG

O deputado estadual Marcio Pauliki apresentou o projeto do Instituto do Câncer dos Campos Gerais (ICCG), que será implantado no Hospital Regional Universitário de Ponta Grossa, à Rede Feminina de Combate ao Câncer do município. Na oportunidade, Pauliki convidou a entidade para ser a ‘madrinha’ do ICCG.

O convite foi prontamente aceito. “Como voluntárias, as equipes da Rede darão um apoio imenso aos pacientes. Estou muito feliz de o convite ter sido aceito até porque foi pela Rede Feminina que tive noção da importância de se trabalhar e lutar por uma estrutura adequada para a oncologia infantil na região”, afirma o deputado, que já realizou diversas ações em parceria com a Rede Feminina em Ponta Grossa.

Segundo, a presidente da Rede, Lúcia Werner, a entidade agradece o apoio do deputado. “Desde que apadrinhou a campanha Mc Dia Feliz, ele abraçou a causa e vem dando toda a atenção a entidade e lutando pela melhoria do atendimento a pacientes com neoplasia” afirma.

Lúcia ainda destaca a importância da implantação do ICCG que irá beneficiar toda a sociedade. “O Instituto o Câncer só vem a otimizar o atendimento de pacientes com câncer na região. A implantação de um Instituto, e também de um Centro de Alta Complexidade em Oncologia (Cacon), é uma demanda que vem sendo solicitada há anos pela Rede Feminina de Combate ao Câncer, que anseia pelo tratamento de crianças em Ponta Grossa. Hoje as crianças tanto de Ponta Grossa quanto de toda a região têm que se deslocar a Curitiba em busca de um tratamento. Com o Instituto, elas podem realizar seu tratamento ao lado de seus familiares e assistidas pela Rede”, ressalta Lúcia

O ICCG

A primeira etapa do ICCG será instalada através de recursos de R$ 1 milhão provenientes via governo do Estado e mais R$ 1 milhões através de recursos conquistados pelo deputado estadual Márcio Pauliki. “Essa é uma ação que está sendo desenvolvida e que trabalho antes mesmo de assumir meu mandato como deputado estadual. Em breve, teremos mais novidades sobre este importante projeto”, ressalta o parlamentar.

Nesta primeira fase, o montante de R$ 2 milhões, conquistado por Pauliki, será destinado para a construção da Farmacologia Oncológica e Laboratório de Pesquisa e Diagnóstico Oncológico, responsável pela manipulação de medicamentos para os tratamentos de quimioterapia.

Em paralelo será criado o Centro de Tratamento de Leucemias e Linfomas (CTL), com 12 leitos para internamento, 7 para infusão e consultas em oncologia. Nesse espaço serão atendidas em média 500 pessoas por mês para tratamento de leucemias e linfomas. As demais fases do projeto serão anunciadas pelo secretário Caputo Neto e pelo deputado Pauliki nas próximas semanas.

%d blogueiros gostam disto: