Parque Histórico realiza ações direcionada ao público escolar em Carambeí

Núcleo Educativo permite ao museu ensinar de modo didático, lúdico e inclusivo.

O Parque Histórico de Carambeí é o maior museu a céu aberto da região Sul, com 100 mil metros quadrados e a maior área museal do Brasil na tipologia histórica, inaugurado em 2011 com o intuito de preservar e difundir a memória dos imigrantes na região, é hoje, consolidado como principal atrativo turístico dos Campos Gerais. O museu tem cumprido seu papel educativo e comunitário, desde a implantação do Núcleo Educativo que busca aproximar a comunidade, as escolas e os alunos.

Com a implantação do Educativo na instituição a narrativa holandesa tratada no Parque Histórico abriu espaço para outras etnias que também contribuíram para a formação de Carambeí. “O museu é um espaço para todos, não podemos afirmar a importância social de uma determinada identidade étnica presente na comunidade, validar a ideia da diferença e representatividade seletiva. Com o Educativo buscamos revisar o discurso trabalhado no museu, afim de aproximar as outras etnias, dando-lhes mais representatividade na história de Carambeí”, destacou Lucas Kugler historiador do Núcleo Educativo do Parque Histórico.

A mudança no discurso do museu está aproximando a comunidade do Parque, que passou a sentir-se mais representada, passando a entender que suas famílias fazem parte da história do município e que o museu é uma instituição cultural que deve ser usufruída por todos. Com o auxílio do Núcleo de História e Patrimônio e dos mediadores da intuição o Núcleo Educativo deu mais um passo com o intuito de romper os muros do museu e aproximar os estudantes, criou e está desenvolvendo um programa que aborda ações destinadas ao ponto de vista educacional para atender grupos escolares. “O programa educativo consiste em realizar ações específicas direcionadas ao público escolar e que dialoguem com o aprendizado, problematizando questões pertinentes a história regional”, explica o historiador.

Dentro do programa são criadas as ações educativas com a finalidade de aproximar o público escolar, democratizar o acesso a história contada dentro do museu e viabilizar um conteúdo didático, lúdico e inclusivo.

Também foi desenvolvido um material voltado aos educadores, buscando auxiliar na preparação dos alunos para a visita ao Parque Histórico, com o intuito dos professores retornarem à instituição com a turma para estudar e se aprofundar em outros temas. A Cartilha de Aproveitamento Pedagógico está disponível no site do museu e aborda questões como os fluxos migratórios e história regional e demais assuntos de interesse.

Mais informações sobre as atividades realizadas pelo Núcleo Educativo pelo e-mail agendamento@aphc.com.br.

 

 

%d blogueiros gostam disto: