Palmeira pode receber unidade de processamento de complemento nutricional

Uma reunião na sede da Prefeitura Municipal de Palmeira, na última quarta-feira (14), tratou de assuntos referentes à instalação de unidade para processamento do Complemento Nutricional Funcional (CNF), à base da hortaliça Ora-Pro-Nobis, da empresa Proteios Nutrição Funcional, em Palmeira. A expectativa é que o processamento do complemento inicie no município até o final deste ano.

Participaram da reunião o secretário municipal de Indústria e Comércio, Jaudeth Ramos Hajar, o diretor de Indústria e Comércio, Eloir José Voichicoski, o coordenador geral da Confederação Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura Familiar (Contraf), Marcos Rochinski, e os diretores da Proteios, Marco Antônio Augusto Pimentel e José Ronaldo Tavares. No mesmo dia, os representantes da empresa, juntamente com Hajar, visitaram propriedade no interior do município, onde poderá acontecer a instalação da unidade de processamento.

Atualmente Palmeira conta com 18 agricultores que produzem ora-pro-nobis e na região são 88 agricultores integrados. Segundo Pimentel, o projeto é chegar em 100 produtores na região até o final deste ano, e 400 nos próximos dois anos.

De acordo com Tavares, a instalação em Palmeira irá gerar em torno de 10 empregos diretos, com uma produção média de 10 toneladas por mês do CNF, fornecidos a indústria alimentícia em geral, como fábrica de biscoitos, barras de cereais e sucos. A inserção do complemento na alimentação escolar também é umas das prioridades do grupo.

Um fator interessante informado por Rochinski é que com a unidade instalada em Palmeira, a indústria fará a separação da folha e do galho, reduzindo de forma muito significativa a mão de obra do agricultor, tornando a produção ainda mais viável.

Para Hajar, este tipo de empreendimento instalado em localidade rural de nosso município é fundamental. “Além de gerar empregos para pessoas da região, reforça possibilidades de diversificação nas propriedades rurais. Outro ponto importante é que nosso município será referência na produção de um complemento alimentício de grande importância”, destacou o secretário.

Proteios

A empresa Proteios oferece para a indústria alimentícia e nutracêutica o CNF, que é uma proteína vegetal em pó, formada basicamente por folhas de ora-pro-nóbis, uma hortaliça tradicional nativa do Brasil e rica em vitaminas, fibras e minerais. O produto é uma espécie de farinha que pode ser utilizada para enriquecer bebidas e alimentos como massas e barra de cereal. O principal destaque da composição nutricional do ora-pro-nóbis é a elevada concentração de proteína, que gira em torno de 28% da matéria seca.

A apresentação do complemento na feira “Fi Innovation Awards”, principal premiação nacional da indústria de ingredientes alimentícios e produtos alimentícios, rendeu à Proteios o prêmio de Ingrediente Funcional mais Inovador. Isso demonstra o grande potencial de desenvolvimento de produtos com base no complemento gerado a partir da hotaliça ora-pro-nobis.

Com informações da Assessoria de Imprensa

%d blogueiros gostam disto: