Operário viaja para Cariacica em busca da classificação para as quartas de final da Série D

No próximo sábado (22), o alvinegro enfrenta o time do Espírito Santo

Em boa fase na Série D, o Operário adotou uma postura cautelosa para o primeiro jogo das oitavas de final, contra o Espírito Santo em Cariacica. Mesmo jogando na casa dos adversários, o Fantasma se apoia nos números que a equipe tem na competição nacional. Em oito jogos, o Operário sofreu apenas quatro gols e espera usar isso em seu favor no sábado.

Nas vésperas do jogo, os atletas do alvinegro da vila passam sua visão do jogo e como imaginam que podem ser úteis para a partida, que cada vez mais tem se desenhado como a uma “salvação” da temporada do Operário. Desde a desclassificação na Divisão de Acesso, subir para Série C do brasileiro tem se tornado palavra de ordem no Germano Kruger.

Analisando o adversário e o contexto da partida, o capitão Chicão considera que a crescente do Operário nesse momento do campeonato é de extrema importância, já que ela aconteceu numa fase de mata-mata da competição. “Eles têm uma equipe experiente, que também venceu fora de casa e estão com a moral lá em cima. Em contrapartida, estamos bem preparados para essa partida e vamos jogar forte para passar de fase”, conta.

Sendo um dos destaques do Operário na Série D, o atacante Quirino projeta uma partida bastante equilibrada contra o Espírito Santo, reconhecendo a força do rival. “Teremos de estar atentos e buscar neutralizar o jogo deles. Creio que tanto eu quanto o Batatinha poderemos ser importantes, já que nosso estilo de força e velocidade poderá encaixar contra a equipe deles”, observa.

Revivendo esse momento de uma maneira diferente do que em 2015, o lateral-direito Danilo Báia conta que é muito melhor poder estar em campo, já que naquele ano, o jogador estava lesionado e ficou de fora dessa fase do campeonato. “Muito melhor estar em campo ajudando os companheiros. Eu tenho treinado muito bem e lá na casa deles nos esforçaremos para sermos letais”, ressalta.

Alternando entre artilheiro e garçom, o atacante Lucas Batatinha conta que ser participativo dentro de campo é sinal de que ele mesmo tem conseguido manter uma regularidade nos jogos. “Confiança é tudo, e nos últimos jogos tenho me sentido assim, e isso é bom pra mim, para o time. Ou seja, todo mundo sai ganhando e espero repetir as boas apresentações contra o Espírito Santo”, comenta.

O Operário enfrenta o Espírito Santo fora de casa nesse sábado (22) em Cariacica. O jogo será no estádio Kleber Andrade, às 16h00.

Informações de Lucas Boamorte/RBM Assessoria

%d blogueiros gostam disto: