18/05/2017
Novo centro de gerenciamento de risco agiliza alerta sobre chuvas e inundações

O novo Centro Estadual de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cegerd), estrutura instalada pelo Governo do Estado e controlada pela Defesa Civil, garantiu ao Paraná agilizar as informações e alertas sobre instabilidade climática e, assim, proteger melhor a população em casos de eventos como excesso de chuvas e inundações.

Na noite de quarta-feira (17), por exemplo, foram emitidos alertas sobre a frente fria, vinda do Paraguai e da Argentina, que chegou nesta quinta-feira pela manhã ao Paraná. “Esse monitoramento já era feito, mas agora as informações são qualificadas, o processamento é mais ágil e conseguimos enviar mais rapidamente alertas para os 399 municípios paranaenses”, explica o coordenador executivo da Coordenadoria Estadual de Proteção Defesa Civil, tenente-coronel, Edemilson de Barros.

Instalado no Palácio das Araucárias, em Curitiba, e inaugurado pelo governador Beto Richa em abril, o Cegerd conta com estrutura tecnológica e de pessoal para gestão de desastres, tanto em pequena quanto em grande escala. 

Além das estações, o sistema também é alimentado com dados de satélites e dois radares, localizados nos municípios de Cascavel, no Oeste, e em Teixeira Soares, no Centro-Sul. O governo estadual comprou um terceiro radar, que deve chegar ainda no primeiro semestre deste ano e que será instalado em Curitiba.

Todas as informações coletadas são enviadas, automaticamente, para a sala do Cegerd. “São várias telas que mostram o mapeamento das estações, os índices de chuva acumulada, de 8, 24 e 48 horas, a umidade relativa do ar, a velocidade e a direção do vento, raios e até registros pontuais de enxurradas. Tudo isso em tempo real”, explica Barros.

Tempo ficará chuvoso e depois vem frio

A frente fria que chegou ao Paraná provocou enxurrada no município de São Miguel do Iguaçu, no Oeste do Paraná. “Não foi nada demais, mas caso a situação piore, já oferecemos suporte do governo estadual para o município”, disse o coordenador da Defesa Civil. 

De acordo com o Simepar, nas primeiras 12 horas desta quinta-feira o volume de chuva acumulada na região Oeste do Estado chegou a 50ml. “Existe a possibilidade de mais enxurradas ou alagamentos na região”, diz o meteorologista Samuel Braun.

Em todo o Estado, o tempo vai se manter instável nos próximos dias. A partir de domingo (22) à tarde, as chuvas darão lugar a um frio mais intenso. No interior do Paraná, principalmente nos municípios de Guarapuava, nos Campos Gerais, e de Palmas, no Sudoeste, o Simepar prevê valores abaixo de 5º. Em Curitiba, os termômetros devem marcar mínima de 8º ou 10º.

Agência de Notícias do Paraná

COMPARTILHAR

ENVIE SEU COMENTÁRIO

NOME:
EMAIL:
MENSAGEM:
*Seu comentário será avaliado e aprovado antes de ser publicado. E somente aprovaremos comentários com o nome completo e o e-mail do leitor.
- As informações e conceitos emitidos em colunas, matérias e artigos assinados são de inteira
responsabilidade de seus autores, não representando necessariamente a opinião do Plantão da Cidade.