26/12/2016
Hospital Regional Universitário terá novas residências médicas em 2017

Assessoria

O Hospital Universitário Regional dos Campos Gerais da Universidade Estadual de Ponta Grossa (HU-UEPG) terá novas residências médicas em 2017. Em reunião plenária realizada no último dia 15 de dezembro, a Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM) autorizou a oferta de duas vagas/ano para Residência em Medicina Intensiva (duração de dois anos; e uma vaga/ano para Residência em Ortopedia e Traumatologia (duração de três anos). As inscrições para o concurso abrem em janeiro com provas em março e início de atividades em seguida.

Na Residência de Medicina Intensiva, os médicos desenvolvem seus estudos voltados para a especialização em Unidade de Tratamento Intensivo (UTI). No HU-UEPG, os residentes vão utilizar a infraestrutura composta por 20 leitos, equipe com no mínimo dois médicos em plantão 24 horas, visita diária de especialista em UTI e de profissionais que dão apoio em outras áreas como cirurgia geral, cirurgia torácica, neurologia e neurocirurgia, cardiologia, nefrologia, endoscopia, radiologia.

“Enfim como as demais residências, os residentes em Medicina Intensiva terão uma grande equipe à disposição para o melhor atendimento aos pacientes”, diz o diretor geral do HU, Everson Augusto Krum. “Vale ressaltar que conforme a legislação, toda UTI deve possuir um médico com título de especialista em UTI como responsável técnico”, diz. Ressalta ainda que a UTI recebeu neste ano recursos do Governo do Estado, via Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), para reforma a ampliação do número de leitos e foi reinaugurada com estrutura mais moderna, com espaços individualizados.

Everson Krum afirma que a Residência em Ortopedia e Traumatologia também é uma grande conquista para o hospital e consolida o HU como referência no atendimento em Ortopedia. Em 2016 o hospital fez 880 cirurgias eletivas e urgência/emergência. Entre esses procedimentos, está a cirurgia de joelho, pelo moderno sistema de vídeo-endoscopia, na qual o paciente tem alta um dia após s operação, por meio do programa de Mutirão de Cirurgias Eletivas da Sesa, e também a cirurgia de implante de prótese de quadril. “O HU é o único hospital na região a realizar estas cirurgias pelo SUS”.

Além de especialistas em cirurgias de joelho e quadril, a equipe é composta por profissionais especialistas em mão, pé, ombro e coluna. Possui também apoio indispensável do Serviço de Imagem com intensificador transoperatório, raios X fixo e portáteis, dois equipamentos de Tomografia e Ressonância Magnética, com os resultados dos exames podendo ser acessados por via remota, de qualquer computador.

Avanços acadêmicos
A Diretora Acadêmica do HU, professora Tatiana Menezes Cordeiro, que preside a Comissão Estadual de Residência Médica do Paraná (Cermepar), comemora avanço obtido na área das residências. “Estas duas novas especialidades somam-se aos programas médicos de Clínica Médica, Cirurgia Geral, Medicina de Família, Neurologia, Radiologia e Cirurgia Vascular, consolidando o HU como centro formador tanto em graduação como em pós-graduação.

Em 2017, também serão ofertadas as residências multiprofissionais em Saúde do Idoso, Intensivismo, Neonatologia e Reabilitação e as uniprofissionais em Cirurgia Bucomaxilofacial (para dentistas) e Enfermagem Obstétrica (para enfermeiros).

COMPARTILHAR

ENVIE SEU COMENTÁRIO

NOME:
EMAIL:
MENSAGEM:
*Seu comentário será avaliado e aprovado antes de ser publicado. E somente aprovaremos comentários com o nome completo e o e-mail do leitor.
- As informações e conceitos emitidos em colunas, matérias e artigos assinados são de inteira
responsabilidade de seus autores, não representando necessariamente a opinião do Plantão da Cidade.