20/12/2016
Vereador George entrega Moção de Apelo ao Banco do Brasil, em Brasília

Assessoria

O vereador George Luiz de Oliveira, esteve na tarde desta terça-feira em reunião na sede do Banco do Brasil em Brasília. Ele foi recebido pelo gerente geral da Unidade de Operações Wagner Aparecido Mardegan e por Clea Gladys Ribeiro Bezerra, gerente de divisão da Unidade de Canais.

George entregou a Moção de Apelo endereçada ao presidente Michel Temer, e a Paulo Rogério Caffarelli, presidente do Banco do Brasil, para que determinem a imediata suspensão da determinação administrativa referente ao fechamento da agência do Banco do Brasil na Nova Rússia, situada à Avenida Ernesto Vilela.

A Moção foi assinada por praticamente todos os vereadores de Ponta Grossa e foi endossada com um abaixo assinado com mais de mil assinaturas coletadas na mobilização que está sendo realizada. Participaram também da reunião os deputados federais Aliel Machado (Rede) e João Arruda (PMDB).

O vereador George e o deputado Aliel Machado apresentaram uma série de argumentos pela manutenção da agencia da Nova Rússia. Aliel frisou a ausência de mobilidade nas agências centrais, primeiro porque as duas são muito próximas uma da outra e elas não atenderam bem aos aposentados, pois, tanto a agência da Avenida Vicente Machado, quanto a da Augusto Ribas, não possuem pontos de ônibus nas proximidades e isso dificultará muito o acesso dos aposentados e pensionistas. Enquanto insto a agência Nova Rússia possui a melhor estrutura para atendê-los, com fácil acesso, pontos de ônibus na frente da agência e estacionamento.

No entendimento do deputado, com o fechamento da agência, essas pessoas vão migrar para agências de bancos privados e deixaram de ser correntistas do Banco do Brasil, em função dessa dificuldade que está sendo criada.

George salientou também o número de clientes que a agência Nova Rússia atende e a sua importância para os micro e pequenos produtores rurais, além dos aposentados e pensionistas e pequenos empresários da região.

Os gerentes em Brasília declaram que já se tratava de uma decisão tomada, porém, prometeram uma nova análise da situação. Vão voltar a conversar com o superintendente de Ponta Grossa, Everton Luis Kapfenberger, para uma reanálise e possível reconsideração da decisão.

COMPARTILHAR

ENVIE SEU COMENTÁRIO

NOME:
EMAIL:
MENSAGEM:
*Seu comentário será avaliado e aprovado antes de ser publicado. E somente aprovaremos comentários com o nome completo e o e-mail do leitor.
- As informações e conceitos emitidos em colunas, matérias e artigos assinados são de inteira
responsabilidade de seus autores, não representando necessariamente a opinião do Plantão da Cidade.