14/12/2016
Ponta Grossa recebe R$ 1 milhão de emenda de Aliel para a saúde

Assessoria

O município de Ponta Grossa recebeu esta semana o depósito de R$ 1 milhão de reais para a saúde. O pagamento feito pelo Governo Federal é referente a uma emenda de 2015 do deputado Aliel Machado (REDE) e será destinado para a compra de equipamentos e materiais para o Hospital Amadeu Puppi (Pronto Socorro Municipal) e ao Centro de Especialidades.

Entre os equipamentos que serão adquiridos com a verba está o aparelho de Radiodiagnóstico fixo digital, no valor de R$ 330 mil. Um monitor multiparâmetros de 16 mil reais, além de um aparelho de anestesia com monitor avaliado em 80 mil reais, uma mesa cirúrgica mecânica, de R$ 26 mil, uma cadeira oftalmológica de mais de 6 mil reais. Outro aparelho a ser comprado pelo município com a emenda é um imitânciometro, no valor de R$ 15 mil, entre outros materiais e equipamentos.

O pagamento mostra a preocupação do deputado Aliel com a saúde do município. “Sabemos que uma das maiores preocupações da população hoje é referente a saúde. Há muita coisa a ser melhorada, as pessoas estão sofrendo, principalmente nas especialidades. Por isso é importante ajudar no que for preciso para que a população tenha de maneira rápida um atendimento adequado”, disse o deputado.

Também esta semana o deputado comemorou a assinatura do convênio entre a Caixa Econômica e a Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) no valor de R$ 3,9 milhões para a construção da primeira Maternidade Pública dos Campos Gerais. “Fico feliz em conseguir essa parceria com o Governo do Estado, de nada adiantaria conseguirmos construir o espaço para receber a maternidade sem garantir a estrutura para o funcionamento do local”, afirmou Aliel.

COMPARTILHAR

ENVIE SEU COMENTÁRIO

NOME:
EMAIL:
MENSAGEM:
*Seu comentário será avaliado e aprovado antes de ser publicado. E somente aprovaremos comentários com o nome completo e o e-mail do leitor.
- As informações e conceitos emitidos em colunas, matérias e artigos assinados são de inteira
responsabilidade de seus autores, não representando necessariamente a opinião do Plantão da Cidade.