10/12/2016
Imóveis históricos tombados em Ponta Grossa receberão placas de identificação

Eduardo Godoy – Assessoria

A partir de janeiro, as construções tombadas como patrimônio cultural de Ponta Grossa terão placas informativas que mostrarão um pouco da história de cada imóvel. O projeto ‘Esse Lugar tem História’ é uma parceria entre a Prefeitura de Ponta Grossa, por meio da Fundação Municipal de Cultura, o Conselho Municipal de Patrimônio Cultural (Compac) e a CCR RodoNorte e tem o objetivo de facilitar a identificação dos imóveis pela população, servindo inclusive como recurso pedagógico para a educação patrimonial.

O lançamento do projeto aconteceu na Mansão Villa Hilda, primeiro local a receber a placa. “Ponta Grossa conta com dezenas de imóveis tombados em âmbito municipal e estadual, porém, a população ainda não reconhece a maioria deles. A proposta é fazer com que os cidadãos percebam a riqueza cultural e histórica que Ponta Grossa possui”, disse o presidente da Fundação de Cultura e do Compac, Fernando Durante. As placas em acrílico, que serão fixadas nas fachadas dos imóveis, com autorização dos proprietários, contêm um resumo da história, o ano de tombamento e uma imagem do bem tombado.

O investimento para o projeto é resultante de um retorno social da CCR RodoNorte pela Lei Bepe. A empresa foi uma das que recebeu dedução de seu IPTU por patrocinar projetos culturais da cidade via Lei Rouanet, nos anos de 2014 e 2015. “Decidimos retornar ao município essa isenção que recebemos, de uma forma que a comunidade pudesse usufruir desse benefício. Este projeto terá um impacto muito positivo em relação à educação patrimonial, para que as pessoas percebam e valorizem a história da cidade”, afirmou a gestora de Relações Institucionais da CCR RodoNorte, Simone Suzzin.

Atualmente, a CCR RodoNorte é a principal patrocinadora da cultura em Ponta Grossa, incentivando projetos como o Festival Nacional de Teatro (Fenata), Música para Todos, a Banda Affinitas, da APAE, além de apoiar ações culturais em eventos como a Efapi e o Congresso de Educação. No Paraná, a concessionária aparece em segundo lugar no ranking de patrocínio por Lei Rouanet em 2016.

Unidades culturais receberão totens
Já as sete unidades culturais sob responsabilidade do município contarão com um totem em sua entrada, que inclui informações históricas e de funcionamento. O projeto visa facilitar o acesso da população aos bens culturais públicos, mantidos pela Fundação Municipal de Cultura. Irão receber a identificação a Mansão Villa Hilda, Cine-Teatro Ópera, Centro de Cultura, Estação Arte, Casa da Memória Paraná, Biblioteca Pública Municipal e Centro da Música (Conservatório).

COMPARTILHAR

ENVIE SEU COMENTÁRIO

NOME:
EMAIL:
MENSAGEM:
*Seu comentário será avaliado e aprovado antes de ser publicado. E somente aprovaremos comentários com o nome completo e o e-mail do leitor.
- As informações e conceitos emitidos em colunas, matérias e artigos assinados são de inteira
responsabilidade de seus autores, não representando necessariamente a opinião do Plantão da Cidade.