02/12/2016
Pauliki destina R$ 3 mi para segurança em Telêmaco Borba

O deputado estadual Marcio Pauliki protocolou uma emenda coletiva ao orçamento do exercício de 2017 que autoriza o Governo do Estado a investir R$ 3 milhões na área de segurança pública no município de Telêmaco Borba. Os deputados Alexandre Curi, André Bueno, Pastor Edson Praczyk, Paulo Litro e Wilmar Reichenbach também assinam a emenda.

“O meu objetivo na Assembleia Legislativa é representar todos os municípios dos Campos Gerais, Centro Sul e Norte Pioneiro. Uma das maiores reclamações que tenho escutado da população em minhas viagens pelo interior é com relação à falta de investimentos na segurança pública. A população de Telêmaco Borba vem sofrendo muito com isso e precisamos trabalhar para impedir que a situação se agrave”, explica Pauliki.

 Com relação às emendas programáticas, Pauliki pediu a inclusão de Ponta Grossa, Paiçandu e Carambeí no programa Renova Escola e de Rio Azul e Wenceslau Braz no Morar Bem – Paraná Rural. O deputado acrescenta que, além das emendas parlamentares, estará beneficiando outras cidades com pedidos feitos diretamente ao Governo do Estado através de requerimentos.

BOX: Emendas

Pauliki também protocolou emendas para diversas cidades paranaenses.

Confira:
- Aquisição de óleo diesel. Valor: R$ 30 mil. Cidades: Arapoti, Araruna, Centenário do Sul, Curiúva, Imbaú, Santana do Itararé e São João do Triunfo.

- Aparelho móvel de raio-X de alta frequência. Valor: 63 mil. Cidades: Arapongas, Carambeí, Ipiranga, Irati, Jaguariaíva, Maringá, Palmeira, Pontal do Paraná, Tibagi e Wenceslau Braz.

- Viatura da Polícia Militar. Valor: R$ 80 mil. Cidade: Telêmaco Borba.

- Conjunto completo para fenação. Valor: 77 mil. Cidade: Rio Azul.

COMPARTILHAR

ENVIE SEU COMENTÁRIO

NOME:
EMAIL:
MENSAGEM:
*Seu comentário será avaliado e aprovado antes de ser publicado. E somente aprovaremos comentários com o nome completo e o e-mail do leitor.
- As informações e conceitos emitidos em colunas, matérias e artigos assinados são de inteira
responsabilidade de seus autores, não representando necessariamente a opinião do Plantão da Cidade.