22/11/2016
Técnica do taekwondo ponta-grossense participa de missão na África

Danilo Kravchychyn - Assessoria

Enfrentar desafios é uma rotina para a ponta-grossense Josiane Souza Rodrigues, que em 2017 estará participando de missão humanitária na África, determinada a repetir o trabalho que vem realizando no Projeto Escola da Bola, ensinando as técnicas e repassando a filosofia do taekwondo.

Foi no contato com o Instituto João XXIII que surgiu a oportunidade de ir à África. “Nestes dois anos os resultados têm sido espetaculares e hoje contamos com 383 crianças praticando o taekwondo no Projeto Escola da Bola” destaca Josiane, que além do João XXIII também atua nas escolas Ludovico Egg, Frederico Degraf e Padre Carlos Zelesny, no CEU da Vila Coronel Cláudio e na UTFPR.

A possibilidade de participar da missão internacional veio no contato com o padre Vilmar Niedzialkoski, diretor do Instituto João XXIII. “A Josiane mostrou interesse e certamente vai contribuir no trabalho que a Igreja realiza no continente africano, resta saber apenas se o destino será Angola ou Moçambique” informa o diretor.

Professora de Educação Física, Josiane é técnica da Seleção Ponta-grossense e árbitra da Confederação Brasileira de Taekwondo. O trabalho com as crianças começou há seis anos como voluntária na Associação de Moradores do Sabará, onde hoje mantém a Academia Fenix. “Gostaria de agradecer o apoio da Fundação Municipal de Esportes, através do presidente Leopoldo Cunha Neto, que abriu o Projeto Escola da Bola ao taekwondo, proporcionando a oportunidade de acesso ao esporte para tantas crianças e jovens” finaliza Josiane.

Escola da Bola
Mantido pela Fundesp o Projeto Escola da Bola é desenvolvido em diversos bairros da cidade. No Instituto João XXIII, além do taekwondo, as crianças têm acesso à prática do futebol, futsal, basquetebol, voleibol e natação, com atividades de segunda a sexta-feiras, das 13h30 às 17 horas.

COMPARTILHAR

ENVIE SEU COMENTÁRIO

NOME:
EMAIL:
MENSAGEM:
*Seu comentário será avaliado e aprovado antes de ser publicado. E somente aprovaremos comentários com o nome completo e o e-mail do leitor.
- As informações e conceitos emitidos em colunas, matérias e artigos assinados são de inteira
responsabilidade de seus autores, não representando necessariamente a opinião do Plantão da Cidade.