17/11/2016
Sacy e Mazzaropi levam prêmios de melhor espetáculo do Fenata

Assessoria

‘Sacy Pererê – A lenda da meia-noite’ (Cia. Teatro Lumbra, Porto Alegre/RS) e ‘Mazzaropi, um certo sonhador’ (Cia. Arte das Águas, Ibirá/SP) conquistaram os títulos de ‘melhor espetáculo’ nas mostras competitivas ‘teatro para crianças, bonecos e animação’ e ‘teatro adulto’ do 44º Festival Nacional de Teatro – Fenata, promovido pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). A premiação dos vencedores ocorreu nesta quarta-feira (16), no Cine Teatro Ópera.

Na mostra ‘teatro para crianças’, o grupo de Porto Alegre alinda levou os prêmios de melhor iluminação e melhor direção (Alexandre Fávero).  Sacy Pererê – A lenda da meia-noite’ explora o gênero ‘teatro de sombras’, com texto inspirado em obra rara de Monteiro Lobato. Dois sombristas contam a história de um aventureiro em viagem com seu cavalo, que é apanhado pelo Sacy. O perneta apronta das suas; o homem caie perde os sentidos. Num vilarejo descobre como caçar a criatura. O cavaleiro prende o ‘diabinho’ e o obriga a devolver seus pertences. Antes de seguir viagem, acaba soltando o Sacy, que foge dando gargalhadas.

Apesar de não levar o título de melhor espetáculo, o destaque da mostra infantil foi o espetáculo ‘Sakurá’ (Cia. Cria das Casas, Rio de Janeiro/RJ). Os cariocas levaram sete prêmios: melhor texto original (Gabriel Naegele, também diretor da peça), sonoplastia, maquiagem, figurino e cenografia, além de melhor atriz (Aline Peixoto) e melhor ator (Gabriel Naegele).

Os jurados ainda premiaram os espetáculos ‘Cinco Semanas em um balão (Sabre de Luiz Teatro, São Paulo/SP), com o troféu de melhor ator coadjuvante (Nino Belucci); ‘Romeu e Julieta’ (Cia. Paulista de Arte, Jundiaí/SP), melhor atriz coadjuvante (Vivi Masolli); e ‘Menino e sua bacia’ (Mariza Basso Formas Animadas, Bauru/SP), com menção honrosa pelo trabalho cenográfico com bonecos.

Adulto
Na categoria ‘teatro adulto’, o espetáculo ‘Mazzaropi, um certo sonhador’ levou cinco troféus. Além de melhor espetáculo, conquistou os prêmios de melhor iluminação, ator coadjuvante (Victo Hugo Castioni), ator (Antônio Bucca) e prêmio especial ao músico/cantor Ricardo Moisés. Na peça, uma trupe ambulante chega cantando a vida e obra do eternizado artista popular Mazzaropi. Ao deparar-se com a história, encontram a si mesmos. O ir e vir entre a vida do artista e realidade dos atores traz à cena um jogo poético, cantado, encantador que leva a conhecer o artista consagrado, mas principalmente o artista adormecido em cada pessoa. A peça ainda levou o prêmio ‘RPC – Júri Popular’.

Também na mostra para adultos, outro espetáculo levou o maior número de troféus. ‘Lágrimas de guarda-chuva’ (Grupo de Teatro Arte & Fato, Goiânia/GO) conquistou os prêmios de melhor texto original (Eid Ribeiro), sonoplastia, maquiagem e figurino, além de melhor atriz (Rita Pereira) e melhor direção (Danilo Alencar).  Os jurados ainda premiaram ‘Nada menos que muito’ (Carranca Coletivo, Rio de Janeiro/RJ), prêmio especial pela interpretação do elenco; ‘Curral grande’ (Coletivo Ponto Zero, Salvador/BA), melhor atriz coadjuvante (Brisa Rodrigues); e ‘Bravi Oriundi’ (Cia. Paulista de Arte, Judiaí/SP), melhor cenografia e menção honrosa (Basilides Ortega).

A comissão julgadora foi composta pelo diretor, ator e professor Antônio José do Vale; pela atriz e dramaturga Antônia Pereira Bezerra; e pelo professor Pedro Henrique. Atuaram como debatedores ao final dos espetáculos, Jessé Oliveira (diretor teatral) e José Barbosa Neto (ator, dramaturgo e diretor).

Superação
Na avaliação do 44º Fenata, o diretor de Assuntos Culturais da Proex/UEPG, Wilton Correia Paz, disse que esse festival teve a marca da superação, pelas dificuldades impostas pela crise econômica que atinge o setor público e a iniciativa privada. Destacou o empenho da equipe técnica e dos estudantes voluntários da UEPG e demais instituições de ensino superior de Ponta Grossa. Num balanço inicial, comentou que em dez dias de festival, ocorreram 168 apresentações em casas de espetáculos e espaços alternativas, atraindo público superior a 30 mil espectadores.

Realizado pelo Ministério da Cultura, por meio da Lei Rouanet de Incentivo à Cultura, e pela Universidade Estadual de Ponta Grossa, por meio da FAUEPG, o 44º Fenata tem o patrocínio-máster da CCR RodoNorte e patrocínios da Caixa Econômica Federal, Moinho Cidade Bella, Viação Campos Gerais, Beaulieu do Brasil, Colégio Sepam, AP Winner, Consaúde, Tratorcase, Tratornew, MagParaná e Tozetto, além da parceria com a Prefeitura de Ponta Grossa, por meio das fundações de Cultura e de Turismo, e promoção da RPC. Apoiam também o festival a Sanepar, Deck Club, Hotel Planalto, Conselho Municipal de Política Cultural, Conselho Municipal de Turismo, TVM, Ideia Três, Ponta Grossa Campos Gerais Convention e Visitors Bureau, Aiouh Filmes, Voga Mídia Externa e Rádio Cescage 107 FM, além dos cursos de Turismo, Artes Visuais e Jornalismo da UEPG. 

COMPARTILHAR

ENVIE SEU COMENTÁRIO

NOME:
EMAIL:
MENSAGEM:
*Seu comentário será avaliado e aprovado antes de ser publicado. E somente aprovaremos comentários com o nome completo e o e-mail do leitor.
- As informações e conceitos emitidos em colunas, matérias e artigos assinados são de inteira
responsabilidade de seus autores, não representando necessariamente a opinião do Plantão da Cidade.