31/10/2016
Câmara vota lei contra malabarismo que coloca pessoas em risco

Luís Carlos Pimentel

O vereador Jorge da Farmácia (PDT) pretende por fim a exibição de malabaristas nos cruzamentos de ruas em que há semáforos, quando feitos com objetos cortantes, ou inflamáveis, porque colocam em risco os próprios artistas de rua e transeuntes. A medida é preventiva, portanto.

O vereador ressalta que “muitos malabaristas se acumulam ou utilizam as faixas de travessia portando latas de gasolina, facões, que, assim, afastam a presença de clientes do comércio e, principalmente, colocam em risco a segurança do trânsito de veículos e pedestres”.

Aponta o parlamentar que alguns se utilizam, além de substâncias inflamáveis, manuseiam facas, facões e outros objetos cortantes em suas apresentações.

Um substutivo geral, entretanto, explicita que a proibição limita-se aos jogos de malabares que oferecem perigo, não alcançando as exibições com materiais inofensivos.

A matéria foi aprovada nesta segunda-feira, 31, em primeira discussão.

COMPARTILHAR

ENVIE SEU COMENTÁRIO

NOME:
EMAIL:
MENSAGEM:
*Seu comentário será avaliado e aprovado antes de ser publicado. E somente aprovaremos comentários com o nome completo e o e-mail do leitor.
- As informações e conceitos emitidos em colunas, matérias e artigos assinados são de inteira
responsabilidade de seus autores, não representando necessariamente a opinião do Plantão da Cidade.