02/01/2017

As quatro operações

Estamos inseridos em uma sociedade, a qual está alicerçada economicamente em números. Ao ligarmos a televisão, abrirmos o jornal, logo notamos que a economia está estampada em muitas manchetes.

Vamos adquirir um produto e nos deparamos com termos, semelhante a taxa de juros, inflação, cartão de crédito, cheque especial e outros.

Você já parou para pensar o que seria do mundo se inexistissem os números? Como o mercado sobreviveria? Como o ser humano faria?

Em nossa vida, as quatro operações estão sempre presentes. Algumas pessoas preferem não arriscar, outras, mais ousadas, se lançam e, independente do resultado, já podem ser consideradas corajosas.

Todos os dias precisamos somar ou adicionar motivos de agradecimentos por inúmeras bênçãos recebidas pelo nosso alimento físico e espiritual, trabalho que realizamos, família que temos, amizades em geral, etc.

Em contrapartida, devemos subtrair ou diminuir a tensão emocional, a amargura, o estresse, a falta de fé e o egoísmo.

Como consequência, iremos conseguir dividir um pedaço da nossa solidariedade, da alegria e companheirismo com as pessoas próximas de nós. E neste item eu incluiria o pão material, o qual devemos também dividir com os mais necessitados.

E finalmente, após as etapas anteriores, conseguiremos multiplicar as nossas conquistas e nosso existir será preenchido de júbilo e dádivas, mostrando que somos pessoas que fazemos a diferença, neste mundo muitas vezes frio e dominado pelos números e dinheiro.

Que tal, pensarmos as quatro operações assim?

COMPARTILHAR

ENVIE SEU COMENTÁRIO

NOME:
EMAIL:
MENSAGEM:
*Seu comentário será avaliado e aprovado antes de ser publicado. E somente aprovaremos comentários com o nome completo e o e-mail do leitor.
29/12/2016

Solo fértil

Quem já esteve em um deserto, teve a impressão de não estar mais no planeta Terra, conhecido por suas belíssimas espécies de flores, suas majestosas florestas e suas enormes plantações de alimentos.

Imagine você, em um terreno alagado ou rochoso dificilmente conseguiríamos aproveitar para a finalidade da produção de bens alimentícios, salvo algumas exceções.

Quantas pessoas, com todo o seu potencial, vigor físico e inteligência, não transformam sua caminhada em um verdadeiro deserto?

Perdem a sensibilidade, o carinho pelo seu próximo e até por si próprio, esquecem que a vida é muito breve para assim ser desperdiçada.

Todos os dias, observo a natureza ao meu redor. E imagino o que seria de nós se ela não existisse. Como seria a qualidade do ar que respiramos, o que iríamos usar como alimento, etc...

Assim como o agricultor, semeando e colhendo através de suas mãos, devemos plantar sementes de paz e esperança.

Qual tem sido e como tem utilizado os solos férteis de sua vida?

O que temos realmente plantado?

Será que não precisamos alternar o nosso ciclo de produção?

Pense em tudo o que disse e transforme o seu existir em um terreno de conquistas, para que lindos frutos possam ser visualizados.

A todos vocês, um feliz ano novo, repleto de sabedoria, alegria, conquistas pessoais e familiares. Que a paz esteja ao lado de todos e todas. E que possamos novamente estarmos juntos no ano novo que será iniciado. Grande abraço!!!

E que venham “2017 motivos”, para vivermos plenamente na presença de Deus e praticando os seus ensinamentos.


 

“Um ano só é realmente novo, quando deixamos as coisas velhas para trás e lutamos a cada novo dia pelas melhores conquistas, sendo solidários, perdoando sempre, priorizando a verdade acima de tudo e de todos.” (Emerson Pugsley)


 

COMPARTILHAR

ENVIE SEU COMENTÁRIO

NOME:
EMAIL:
MENSAGEM:
*Seu comentário será avaliado e aprovado antes de ser publicado. E somente aprovaremos comentários com o nome completo e o e-mail do leitor.
26/12/2016

Formatura

Mais uma vitória alcançada, mais um degrau superado.

E a palavra é esta mesma – superação.

Você venceu muitos obstáculos, um a um, com firmeza, fé e bom ânimo.

O momento de formatura é passageiro, algo formal, mas as lembranças são      para sempre.

Lembrar colegas, professores, professoras, familiares presentes e ausentes.

Refletir sobre os conteúdos passados, verificando como colocá-los na prática diária de nossas vidas.

Vivemos em uma sociedade carente de tudo o que é bom.

Valores são tão abstratos, que muitas vezes passam sem percebermos.

A educação está em crise, desde o nascimento até o fim.

A escola deveria ser um lugar de vida, preparação para o futuro, mas passou a ser um lugar de morte, assédio moral e tantas maldades.

Triste pensar assim. Mas por outro lado, vemos uma faísca de esperança, que pode incendiar ainda a nossa realidade.

Você é esta esperança, juntamente com seus companheiros de turma.

Pessoas querendo o aperfeiçoamento intelectual, antes de tudo.

Aprendemos que erguer a cabeça, é sim uma virtude.

Que mesmo nos desertos da presente vida, encontramos saborosos oásis de água cristalina.

Que mesmo nos dias escuros, podemos observar estrelas iluminadas.

Que mesmo no choro, existe uma alegria escondida.

Que mesmo na dor, existem suaves momentos.

Que ser diferente, não é ser perfeito.

Que ter um jeitinho, não é defeito, mas qualidade.

Por tudo isto e muito mais, parabéns!!!!!

Uma simples, mas profunda mensagem, a todos e todas, que estão completando mais uma importante etapa, de sua vida educacional e profissional.


 

“A fé pode não mover montanhas, mas ajuda a subi-las.”
 (HUMBERTO PAGIOLA)


 

COMPARTILHAR

ENVIE SEU COMENTÁRIO

NOME:
EMAIL:
MENSAGEM:
*Seu comentário será avaliado e aprovado antes de ser publicado. E somente aprovaremos comentários com o nome completo e o e-mail do leitor.
- As informações e conceitos emitidos em colunas, matérias e artigos assinados são de inteira
responsabilidade de seus autores, não representando necessariamente a opinião do Plantão da Cidade.