Kalinoski faz balanço de seu trabalho na Câmara de PG

Muitas pessoas desconhecem o instrumento legislativo denominado Indicação. Trata-se de um meio de o legislador levar ao Executivo os problemas apresentados pela população. Alguns parlamentares são criticados pelo uso desse meio, mas é o testemunho mais forte de que ele realmente está próximo à população, atendendo em seu gabinete ou através de suas visitas diárias. O vereador com maior número desse processo no legislativo de Ponta Grossa é o vereador Eduardo Kalinoski (PSDB). Apresentou 120 Indicações em seis meses ocupando uma das 23 cadeiras da Câmara Municipal.

“Estamos dando cumprimento ao nosso compromisso, priorizando os anseios populares. Nunca deixamos de atender os apelos daqueles que nos procuraram, seja pessoalmente ou através de nossos assessores”, declara Kalinoski.

O vereador, mesmo tendo sido eleito em coligação que apoiou a reeleição do prefeito Marcelo Rangel (PPS), não deixa de tecer algumas criticas quando percebe que há morosidade no atendimento de seus pleitos por meio das secretarias, mas entende que seus pares também possuem suas reivindicações e as secretarias municipais recebem uma demanda intensa de solicitações. “Não podemos deixar de chamar, por vezes, à atenção para certas urgências, que não podem esperar. É preciso que haja critérios por parte dos secretários. As críticas que fazemos não têm por objetivo tripudiar quem quer que seja, pois isso não faz parte de nosso caráter”, defende-se.

Outra característica que tem marcado o trabalho de Kalinoski, pouco utilizado em outras legislaturas, é a Indicação de Sugestão Parlamentar. O instrumento é materializado quando o parlamentar pretende o estabelecimento de uma l ei, mas não pode elaborar ele mesmo um projeto porque a matéria é exclusiva da ação do chefe do Executivo. Uma das sugestões encaminhadas ao prefeito Marcelo Rangel por Kalinoski é o que versa sobre a criação da “Estação Saúde”.  “Pretendemos a criação de uma l ei que estabelece o atendimento às pessoas que circulam cotidianamente pelos parques e praças da cidade no campo da saúde, especialmente ao público da terceira idade e de desportistas amadores”.

Ainda sobre a “Estação Saúde”, o vereador explica que profissionais da área da saúde prestariam atendimento em ‘trailer’ estacionado no Parque Ambiental Manoel Ribas, que recebe o maior fluxo de pessoas, auferindo pressão, dando orientações e promovendo encaminhamentos às áreas pertinentes. Também, com o concurso de profissionais de Educação Física e Fisioterapeutas (com participação de estagiários) dariam orientações sobre como usar adequadamente os aparelhos nas academias de exercícios montadas ao ‘ar livre’ em várias praças, além de outros aconselhamentos. Também, contaria com a participação de nutricionistas procurando disciplinar com relação à alimentação saudável.

Ao todo, nessa metade do exercício parlamentar, Kalinoski apresentou 12 Moções, entre as quais, as de reconhecimento aos trabalhos prestados por cidadãos em seu meio profissional em todas as áreas do conhecimento que tiveram repercussão positiva e destacaram em cenários regional, estadual ou nacional o nome do Município.

Quanto a Projeto de Lei, Kalinoski conta com trabalhos que ainda se encontram em estudo nas comissões da Casa, mas já teve em discussão e aprovados quatro, sendo dois deles de Emenda a Lei Orgânica do Município, e, o que considera como um marco em benefício às parturientes e gestantes. “É uma norma que obriga o oferecimento de orientação de noções de primeiros socorros às parturientes, gestantes em unidades básicas de saúde, hospitais e maternidades públicas e privadas”. O legislador completa: “A preocupação maior é como o engasgamento (obstrução de vias aéreas por corpo estranho), que ocorre geralmente durante a alimentação e assusta principalmente às mães inexperientes’”.

Oito trabalhos dizem respeito a Anexos: Emendas, cinco; Emendas a Substituvos, duas; e um Substitutivo.

%d blogueiros gostam disto: