Implementação de Conselho foi discutido na ACIPG

Exemplo bem-sucedido de Maringá foi apresentado em evento na ACIPG

A Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa (ACIPG), em parceria com a Secretaria Municipal de Indústria, Comércio e Qualificação Profissional, realizou na noite de quinta-feira (5), um encontro com lideranças do município para apresentar um modelo de Conselho de Desenvolvimento Econômico, baseado no do município de Maringá, no noroeste do Paraná, com o objetivo discutir o tema e implementação em Ponta Grossa. O evento contou com a presença do prefeito Marcelo Rangel (PPS), representantes dos Poderes Legislativo e Judiciário, entre outras autoridades.

O presidente da ACIPG, Douglas Fanchin Taques Fonseca, explica que Conselho a ser implementado em Ponta Grossa deverá reunir representantes de comunidade como associações, sindicatos e órgãos públicos com o intuito de repensar o município, com o objetivo de discutir, com base nos indicadores econômicos, a falta de planejamento futuro, a descontinuidade das ações dos governos e da capacidade de mobilização da comunidade. “Devemos isso ao prefeito, que teve a iniciativa de implementar o Conselho. Dessa forma, um grupo de pessoas repensará o município sem interesse político, indiferente da gestão que estiver no comando. Ponta Grossa só tem a ganhar com esta iniciativa que auxiliará o prefeito”, disse Fonseca.

O prefeito Marcelo Rangel (PPS) apresentou a logomarca do Conselho de Desenvolvimento de Ponta Grossa (CDPG) e disse aos presentes que a iniciativa é essencial para o futuro do município. Segundo ele, e que a participação da sociedade é importante para a administração pública. “A minuta do projeto já está pronta. A intenção é encaminhar o projeto para a Câmara ainda neste mês, para lançarmos o CDPG ainda neste ano, aqui na ACIPG”, disse o prefeito.

A palestra foi ministrada pelo diretor geral do Conselho de Desenvolvimento Econômico de Maringá (Codem), João Ricardo Tonin, que discorreu sobre o processo de fundação e sobre os projetos já realizados, atuais e para o futuro. Falou também sobre o Masterplan Metrópole Maringá, que apresentará um planejamento até 2047. O Masterplan é um levantamento socioeconômico e depois físico territorial, para verificar o que Maringá vai precisar fazer para se moldar ao crescimento. O diretor salientou que nos últimos 13 anos, Maringá teve um crescimento superior a 8%. “Crescimento sem planejamento é sinônimo de problemas de estrutura”, comentou.

Tonin explicou que em Maringá, por lei municipal, o Codem conta com orçamento próprio e mesmo não sendo, tem um status de Secretaria Municipal. Além disso, os cargos técnicos são mantidos pelo Município, mas por indicação técnica e não política. “O Codem reúne a sociedade, proporciona auxilio técnico para o poder público local, sem vaidades, sem interesses políticos ou eleitorais. Tendo como principal objetivo de resultado o futuro da cidade”, frisou Tonin.

%d blogueiros gostam disto: