Geraldo Stocco avalia condições da comunidade indígena

Parlamentar visitou a Casa do Índio durante a semana e destacou importância dos recursos públicos para a manutenção da cultura indígena em Ponta Grossa

O vereador Geraldo Stocco (Rede) visitou nessa semana a Secretaria Municipal de Assistência Social de Ponta Grossa para debater a situação da Casa do Índio. O parlamentar obteve informações sobre uma série de recursos dos governos estadual e federal que não foram repassados para a instituição e que ameaçam a conservação da cultura indígena no município.

“No gabinete havíamos recebido várias informações sobre o funcionamento precário da Casa do Índio em Ponta Grossa, viemos até a Secretaria para buscar informações sobre isso”, conta o vereador. Durante a reunião, Stocco soube do atraso nos repasses dos recursos estaduais e federais e se comprometeu em articular reuniões em Curitiba e em Brasília para solucionar a situação.

Entre as reinvindicações colhidas pelo vereador, está a necessidade de construção de um espaço para que os indígenas possam comercializar o artesanato que produzem. “Descobrimos que boa parte da população indígena de Ponta Grossa sequer mora no centro urbano. Eles vêm para a cidade somente para vender o artesanato e, com o dinheiro, fazem as compras de alimentos necessários e voltam para o campo”, explica o vereador.

Com isso, o parlamentar estuda a possibilidade de criar medidas para a implantação de um espaço ao lado da Rodoviária de Ponta Grossa – onde se concentram alguns indígenas – para servir como local de venda dos artesanatos. “Uma ideia simples é instalar uma espécie de contêiner para que eles possam usufruir do espaço, por exemplo”. Atualmente, os indígenas levantam barracas durante o dia para armazenar os produtos artesanais. A discussão chegou até o vereador através de estudantes indígenas da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG).

Deixe seu comentário

%d blogueiros gostam disto: