Fanfarra do colégio de Olarias recebe Moção de Aplauso por destaque em concurso

Iniciativa é do vereador Eduardo Kalinoski por mais cinco prêmios obtidos pelo ginásio

Luís Carlos Pimentel

“É o nosso reconhecimento por levar o nome de nossa cidade a outros estados e também por enaltecer o nosso bairro (Olarias)”, discursa o vereador Eduardo Kalinoski (PSDB) ao se referir a homenagem através de Moção de Aplauso de sua autoria à Fanfarra do Colégio Estadual José Elias da Rocha, premiado mais uma vez no Concurso Interestadual de Bandas e Fanfarras de Gaspar – SC -, que se realiza anualmente.

O colégio de Olarias participa de concursos em diversos municípios do Estado e também em outros, surgindo como um dos mais vitoriosos. O grupo composto por 70 alunos desde 11 até 20 anos de idade é conduzido por Sérgio Murilo Paulino dos Santos, o Serginho, como é carinhosamente chamado pelos integrantes da fanfarra.

“Eu e os alunos estamos sensibilizados com essa demonstração de carinho do Eduardo (Kalinoski) e imagino que ele expressa o sentimento de todos os moradores de Olarias. Os pais (dos alunos) também estão exultantes”.

“Existe um grande diferencial”, diz o regente comentando sobre a fanfarra. “Variamos as batidas, sempre com arranjos originais, que fogem ao tradicional”. Serginho encabula-se ao ser perguntado a respeito das batidas de seus repiques, bumbos, surdos e pratos, que remetem aos ritmos próximos à variação ‘afro’.  “Como eu digo, o diferente são os toques não comuns em performances de fanfarras. Mas o destaque estão ainda nas as oito liras, que fazem os solos de musicas que estão pontificando nas paradas radiofônicas, sejam sertanejas, composições de pagodes e outros ritmos”; a fanfarra não possui instrumentos de sopro.

O colégio não possui uma verba que possa bancar as viagens da fanfarra. Os pais colaboram, mas, por vezes, não é o suficiente. Para angariar fundos para pagamento do transporte e da alimentação, Sérgio promove juntamente com os alunos a “Tarde do Pastel” e outros eventos. Porém, nos últimos projetos de participação em concursos, os alunos tiveram de sair às ruas e tocar nos semáforos na área central e pedir o auxilio de populares. “Não temos apoio do Pode Público. Então, os integrantes propuseram-se a esse método para não deixarem de participar dos concursos, o que vem acontecendo desde 2014”, declara.

Geralmente, em sistema de rodízio, com duas liras e alguns instrumentos de percussão, de cinco a seis alunos passam horas nas esquinas do centro da cidade com faixas que praticamente suplicam: “Ajudem o CEJER a representar Ponta Grossa no concurso de fanfarras”.

No último certamente, a fanfarra do CEJER conquistou cinco prêmios: 1º lugar na categoria Corpo Musical Fanfarra; 1° lugar na categoria Corpo Coreográfico; 1º lugar na categoria Conjunto de Bandeiras; 2° lugar na categoria Baliza e 3° lugar na categoria Mor-Regente, isso tudo regido pelo maestro Sérgio Murilo Paulino dos Santos, que está no comando da fanfarra há 27 anos.

%d blogueiros gostam disto: