Economia e crise política foram destaque de palestra na ACIPG

Segundo o economista Luiz Carlos Edwald “o dinheiro não aceita desaforo”

 O auditório da Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa (ACIPG) lotou na segunda-feira (14) para o encontro com o professor Luiz Carlos Edwald. O palestrante é um economista de renome no país, conhecido pelo apelido de “Senhor Dinheiro” por sua participação no programa Fantástico, da Rede Globo, onde dá dicas de finanças domésticas. O Evento fez parte do lançamento do MBA em Gestão Empresarial da Isae/Escola de Negócios, Fundação Getúlio Vargas e ACIPG.

Senhor Dinheiro falou por quase duas horas explicando por meio de exemplos do cotidiano termos complicados como “tripé macroeconômico”, “risco Brasil”, “taxa Selic”, entre muitos outros que são ouvidos no dia a dia e muitas vezes não são compreendidos pelas pessoas. “Não estou aqui para falar o economês, se alguém tiver qualquer dúvida pode perguntar”, deixou claro já no início.

Para o industrial Jeferson Luiz Woicizack a palestra foi muito boa, principalmente pelo resgate histórico da economia brasileira, mostrando dados e gráficos desde o início do Plano Real e traçando ligações entre os efeitos que as decisões políticas causam à economia. “Foi descontraído, ele passa bem as informações. Foi bom para lembrar tudo o que está acontecendo e despertar a vontade de estudar”, disse.

Em sua fala, Edwald elogiou o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e criticou duramente os governos Lula e Dilma, a quem culpou pela atual crise no país. O palestrante também fez críticas à postura do presidente Temer com relação ao processo de distribuição de verbas para evitar a investigação de corrupção que, segundo ele, custou mais caro do que deveria. “Temer ficou porque dizem que ele comprou todo mundo, mas vamos ser condescendentes, ele não deu as verbas que não estavam orçadas, e as verbas parlamentares são orçadas no parlamento. O problema é que ele poderia ter liberado só metade desses valores”, apontou.

Apesar das críticas políticas, Luiz Carlos Edwald mostrou certo otimismo com relação à economia do país. “A situação está bem melhor do que estava há um ano. E podemos apostar que vai ficar ainda melhor. A bolsa vem subindo sistematicamente. Hoje eu achei que a bolsa ia cair, subiu 1,5%. Tem alguma coisa no ar”, declarou.

O presidente da ACIPG, Douglas Taques Fonseca, ressaltou a importância de trazer um palestrante do calibre do Senhor Dinheiro, que tem capacidade de apresentar dados diferenciados dos que as pessoas estão acostumadas a ouvir. “Ele trouxe informações que muitas vezes a imprensa de forma geral não noticia. Isso ajuda a explicar o porquê de muita coisa que acontece na economia do país”.

 

 

 

 

 

%d blogueiros gostam disto: