Doutor Zeca aposta em vitória para Assembleia Legislativa

Ex-vice-prefeito, o vereador Doutor Zeca diz que somente o Distritão pode demovê-lo de se candidatar

Luís Carlos Pimentel

Zeca Raad, vereador pelo PPS, está em seu segundo mandato como legislador municipal, tendo um vácuo de quatro anos como vice-prefeito na primeira administração de Marcelo Rangel, do mesmo partido. Ele não esconde o seu desejo de candidatar-se à Assembleia Legislativa, experiência por que já passou quando militava no PSDB.  Somente um fato poderá dissuadi-lo da postulação: O Distritão. “Isso não será bom para nós. Vamos aguardar se ele prevalecerá para as eleições de 2018 ou se virá com características que não dificultem nossas pretensões”, declara.

Por outro lado, mantendo-se ainda as condições que vingaram nos últimos pleitos, é certo que o Doutor Zeca entre na disputa. “Temos o incentivo do Rubens Bueno (deputado federal e presidente do partido), dos nossos correligionários”, ressalta.

Raad obteve mais de 13 mil votos em sua corrida à Assembleia Legislativa na eleição anterior e é o campeão de votos em busca à cadeira na Câmara Municipal, recebendo mais de seis mil votos nas suas participações. Pelo seu discurso, nota-se que há muito vem buscando a simpatia de eleitores na região dos Campos Gerais. “Assim como procedemos aqui (em Ponta Grossa), desenvolvemos um trabalho social, que todos sabem, já tínhamos antes mesmo de nosso ingresso no campo político”.

Vice-presidente da Câmara Municipal, Raad não é de procurar a Tribuna para suas manifestações e raramente faz intervenções nos debates sobre matérias em votação. Prefere mais uma atitude conciliatória, não se indispondo com os colegas, apresentando seus votos sem criar embaraços.  Também não entra em defesa acalorada a favor de Marcelo Rangel embora seja do Bloco de Situação.

“Lutamos pelo bem da população. Somos a favor de tudo que venha ao encontro de suas aspirações. Não nos cumpre dificultar o que é bom para o povo, assim como não é necessário criar confusão em casos que entendemos não ser o que desejam nossos eleitores. Votamos de acordo com o nosso entendimento; não vemos razão para brigas”.

Raad acredita que o seu trabalho de campo junto às pessoas é o que contará para o seu projeto de obter um lugar na Assembleia Legislativa. “O que fazemos na Câmara será considerado, mas o esforço sem alarde e sem publicidade, somente do conhecimento daqueles a quem auxiliamos , é o que terá maior peso. Temos o reconhecimento das pessoas”, discursa.

%d blogueiros gostam disto: